terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

A Técnica De Krukenberg





A técnica de Krukenberg ou procedimento de Krukenberg, descrito pela primeira vez em 1917 pelo cirurgião Hermann Krukenberg, é uma técnica cirúrgica que converte um toco no antebraço em uma forma pinça. O processo envolve a separação do cúbito e rádio para abaixo do cotovelo, amputações para fornecer uma espécie de "pinça" que é motorizado pelo pronador teres muscular. Os pré-requisitos para a operação são um toco de mais de 10 cm de comprimento da ponta do olécrano, sem contratura do cotovelo, e boa preparação psicológica e de aceitação.



Hoje, o procedimento é realizada principalmente em pacientes nos países em desenvolvimento que não dispõem dos meios para obter próteses. Na maioria dos casos, os pacientes dos países em desenvolvimento realmente preferem as pinças à próteses. No mundo ocidental, o procedimento de Krukenberg é reservado para pacientes cegos com amputações bilaterais, porque pode proporcionar ao paciente a sensação tátil.
O procedimento preserva propriocepção e a stereognosis no coto funcional para permitir a manobra eficaz. Uma vez que este procedimento é realizado, não se exclui o uso de uma prótese funcional. Portanto, ao paciente é oferecida a opção de utilizar qualquer uma das estratégias funcionais.

O sucesso do processo de Krukenberg depende diretamente da força do pronador redondo, a sensibilidade da pele ao redor tanto na ulna como no rádio, a mobilidade do cotovelo, e a mobilidade do cúbito e rádio na articulação radioulnar proximal. As expectativas individuais dos pacientes e as motivações, embora mais difícil de avaliar, provavelmente desempenham um papel importante no desfecho também.


traduzindo da linguagem técnica para a simplificada :

técnica cirurgica do inicio do seculo passado feito em quem teve amputação das mãos , em que se fazia no paciente uma especie de pinça , semelhante a feita com os dedos indicador e polegar , para que o individuo pudesse se virar sozinho .

naquele tempo não havia proteses e ,como citado acima , ainda é feito em paises pobres que não tem condições de fornecer proteses para os amputados
















Nenhum comentário:

Postar um comentário