quinta-feira, 13 de março de 2014

A estrada da morte boliviana

A Estrada da Morte liga La Paz a Coroico, tem ao seu norte, entre os quilômetros 61 e 69, o trecho mais assustador de todas as estradas do mundo.



Tanto que foi considerada, em 1995, pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento, "a estrada mais perigosa do planeta". Nesse trecho, por ano, morriam cerca de 200 a 300 viajantes, que acabaramm despencando montanha abaixo.






A estrada é uma das poucas rotas que atravessam a Amazônia boliviana seguindo até a capital do país.






No final de 2006, depois de 20 anos de trabalhos, uma nova estrada paralela foi aberta ao tráfego. Agora com pontes, drenagens de água, pavimento, proteções e várias faixas.





Como resultado, a antiga Estrada da Morte é muito menos utilizada por carros e bem mais procurada pelos bikers e viajantes aventureiros, que curtem a mata em suas trilhas.





A estrada, famosa por seu perigo extremo tem uma largura de pista simples com despenhadeiros, curvas fechadas, passagens estreitas e nada de proteção. 





O nevoeiro e a chuva da região prejudicam a visibilidade e a superfície da estrada lamacenta dificultam ainda mais a viagem por esta estrada





O perigo da estrada ironicamente tornou um popular destino turístico a partir dos anos 1990, atraindo caçadores de emoções.





Hoje é um dos destinos favoritos para downhill bike, no trecho de 64 km de descida contínua. Há agora muitos operadores turísticos para esta atividade, fornecendo informações, guias, transporte e equipamentos.






A Aventura começa a 4650mts de altitude no alto de La Cumbre, até entrar no percurso "off-road" e de aí, sempre descendo até os 1200mts.















2 comentários:

  1. Que estrada mais bizarra!! Imagina a cautela que os motoristas precisam ter, pois além de ser super estreita, não há proteção alguma... muita coragem pra passar por lá... e necessidade!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A paisagem é linda , mais precisa ser louco pra dirigir ali kkk

      Excluir