segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Prêmio World Press Photo


O prestigiado prêmio de fotografia World Press Photo divulgou nesta sexta-feira os vencedores de sua 56ª edição, que premia as melhores fotos feitas no ano de 2012. De acordo com a entidade, até meados de janeiro mais de 100 mil imagens haviam sido cadastradas para participar do concurso por 5,6 mil fotógrafos de todo o mundo.

Além da categoria melhor foto do ano, as fotografias concorrem na categoria Notícia e Documentário, Esportes, Natureza e Retratos.

O painel de julgadores, formado por 19 jornalistas de 13 países neste ano presidido pelo americano Santiago Lyon, vice-presidente e diretor de fotografia da agência de notícias Associated Press (AP), se reuniu em Amsterdã, na Holanda, entre os dias 2 e 14 de fevereiro para definir os vencedores.

As imagens vencedoras serão exibidas em uma mostra itinerante que passará por 100 cidades e 45 países. A primeira exibição abre no dia 26 de abril de 2013, em Amsterdã


A imagem escolhida como melhor foto foi feita pelo sueco Paul Hansen, na publicação Dagens Nyheter. Hansen fotografou no dia 20 de novembro de 2012 o funeral de Suhaib Hijazi, 2 anos, e seu irmão Muhammad, 3 anos, que foram mortos durante um ataque aéreo israelense a Gaza




Wei Seng Chen (Malásia), da AP, ganhou o primeiro lugar na categoria Esportes (individual) com a foto de um jóquei na corrida de touros Pacu Jawi, popular competição indonésia que marca o fim da temporada de colheita, em Batu Sangkar, no dia 12 de fevereiro

O belga Stephan Vanfleteren, em foto para Mercy Ships/De Standaard, ganhou o primeiro lugar na categoria Pessoas - Retratos Posados (histórias) com a série "Pessoas da Misericórdia, Guiné". A imagem de Makone Soumaoro, 30 anos, foi feita em 17 de outubro de 2012


O dinamarquês Jan Grarup, da publicação Laif, ganhou o primeiro lugar na categoria Esportes (histórias) com a foto de um homem armado fazendo a segurança durante partida do campeonato nacional de basquete da Somália, em Mogadíscio. A jovem Suweys, 19 anos, e sua equipe de basquete feminino pagam militantes para protegê-las enquanto jogam basquete, o que é considerado um desafio aos radicais islâmicos do país. Elas já receberam múltiplas ameaças de morte, incluindo de familiares homens


O turco Emin Ozmen, da agência AP, ficou com o segundo lugar na categoria Notícias Locais (individual) com a imagem de rebeldes sírios torturando um informante do governo em Aleppo, no dia 31 de julho


O italiano Fabio Bucciarelli, da agência AFP, ficou com o segundo lugar na categoria Notícias Locais (histórias) com a imagem de um rebelde do Exército Livre Sírio durante combate no distrito de Sulemain Halabi, em Aleppo, em 10 de outubro


A polonesa Iona Szwarc, da Redux Pictures, ganhou o terceiro lugar na categoria Pessoas - Retratos Observados (individual) com a imagem de Kayla segurando uma boneca que parece um bebê de verdade, em Boston (EUA), no dia 19 de fevereiro


O russo Sergei Ilnitsky, da agência European Pressphoto, ficou com o segundo lugar na categoria Esportes (histórias) com a foto da disputa entre o egípcio Alaaeldin Abouelkassem (no topo) e o alemão Peter Joppich durante as oitavas-de-final da esgrima nos Jogos Olímpicos de Londres de 2012


O dinarmaquês Soren Bidstrup, da publicação Berlingske, ficou com o segundo lugar na categoria Vida Cotidiana (individual) com a imagem feita durante acampamento de verão em Jeselo, na Itália


O canadense Paul Nicklen, da National Geographic, ganhou o primeiro lugar na categoria Natureza (histórias) com a imagem de pinguins imperadores nadando no Mar de Ross, na Antárctica, em 18 de novembro de 2011


A vietnamita Maika Elan, da publicação Most, ganhou o primeiro lugar na categoria Assuntos Contemporâneos (histórias) do casal de meninas Phan Thi Thuy Vy e Dang Thi Bich Bay assistindo TV após estudar para escola em Da Nang, Vietnã, no dia 22 de junho. O país comunista estuda reconhecer o casamento de pessoas do mesmo sexo, o que faria dele a primeira nação asiática a fazê-lo


O alemão Christian Ziegler da Reuters, ficou em primeiro lugar na categoria Natureza (individual) com imagem de um exemplar da espécie ameaçada casuar do sul se alimentando de frutas da árvores Quandang Azul na Black Mountain Road, Austrália, no dia 15 de fevereiro


A holandesa Ananda van der Pluijm, da agência AP, ficou com o terceiro lugar na categorias Pessoas - Retratos Observados (histórias) com imagens de seu meio-irmão, Martin, 18 anos, que voltou a morar com ela e sua mãe em 2010 após passar 10 anos vivendo com seu pai e em um abrigo para jovens. Ela fez a série de fotos para conhecê-lo melhor e acompanhar o seu desenvolvimento


O malaio Stefen Chow, da revista Smithsonian, ganhou o segundo lugar na categoria Pessoas - Retratos Posados (individual) com a imagem do artista chinês Ai Wei Wei, em Pequim, no dia 6 de fevereiro


O americano Micah Albert, da Redux Images, ganho o primeiro lugar na categoria Assuntos Contemporâneos (individual) com a imagem que mostra uma mulher fazendo uma pausa de seu trabalho em um lixão para ler um livro em Nairóbi, Quênia, no dia 3 de abril


O italiano Fausto Podavini, da agência AP, ganhou o primeiro lugar na categoria Vita Cotidiana (histórias) com a imagem de Mirella, 71 anos, ajudando o seu marido Luigi em tarefa cotidiana no dia 1º de junho, em Roma. Mirella, casada há 43 anos, dedicou os últimos seis anos de sua vida a tratar de seu marido, que sofre de Alzheimer



O australiano Daniel Berehulak, da Getty Images, ficou com o terceiro lugar na categoria Notícias Gerais (histórias) com a imagem de árvores que permaneciam destruídas em Rikuzentakata, no Japão, um ano depois da passagem do tsunami. A imagem é de 7 de março


O argentino Rodrigo Abd, da AP, ganhou o primeiro lugar na categoria Notícias Gerais (individual) pela foto de Ainda chorando após sua casa ser atingida em um ataque do Exército sírio a Idlib, no dia 10 de março



Outro grande premio de fotografia é o Prémio Pulitzer , veja nosso post sobre ele aqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário